terça-feira, 7 de setembro de 2010


ontem minha vó se foi... com 91 anos de vida bem vividos! tito não vai lembrar mas conheceu a bisa dele e tem muita foto registrando o momento. ele foi com 1 mês e meio para o rio de janeiro comemorar os 90 anos dela, muito pequenininho. ela amou! e depois com 11 meses! a intensão era vê-la novamente no natal...
decidi não ir ao rio para vê-la na uti, nem para seu velório e enterro. preferi guardar uma imagem dela bem na minha cabeça. mesmo assim a imagem descrita dela caída no chão no dia que passou mal (18 dias atrás) não sai da minha cabeça.
não sei se um dia terei que me acostumar a velórios, mas o único que fui, no qual nem conhecia a falecida, saí aos prantos, descontrolada! então não sei como me comportaria nesse, provavelmente nada bem. sei que foi um dia duro para quem estava lá e que ela teve a companhia da bandeira do flamengo! justo!
minha vó tinha medo da morte. da última vez que falei com ela, confessou que não queria morrer pois sentiria muita saudade da gente. mas prefiro acreditar que ela está reencontrando os queridos dela que já se foram, e deve estar tão feliz que não está sentindo muito a falta de ninguém por aqui. na casa dela tinham duas grandes mesas com porta-retratos, uma com os vivos, e a outra com os mortos. logo a quantidade tava meio pau-a-pau. deve ter muita gente lá para recebê-la!
ela era um pessoa de personalidade muito forte. braba e ao mesmo tempo risonha, dava gargalhadas lindas! criou um monte de gente bem criada e fez muitos amigos fiéis! era, mesmo aos seus 91 anos, independente, morava sozinha, cuidava da sua vida financeira e da sua saúde.
mesmo esperando, não dá para acreditar que ela não está mais com a gente, e que não vou mais receber um telefonema dela com uma desculpa esfarrapada, só para justificar que ligou! e mesmo não convivendo diariamente com ela, dá uma saudade danada.
a nossa vida continua, e mesmo tocando tudo normalmente fica aquela pontinha de que tem alguma coisa errada, e quando paro para pensar lembro do que aconteceu.
uma hora isso deve passar. passa sim, e um dia vai ficar só a sensação que tive uma avó que eu tinha muito orgulho, e que infelizmente não está mais entre nós porque ninguém fica para semente!
amo muito você vó!

4 comentários:

Flá disse...

Dani, sinto muito pela sua vozinha. Certeza que ela está festejando lá em cima e contando pra todos sobre as peripércias do Tito. beijos

LuluK disse...

Perdas são sempre perdas, ainda mais de pessoas tão especiais. Desejo boas vibrações para todos. Bjocas, LuK

Gi disse...

Dani, que bom você pode guardar lembranças tão lindas da sua vó... beijos! Lá onde ela está vai acompanhar os filhos, netos e bisnetos...

Laís disse...

Oi Dani, que notícia triste, para quem fica.... Nunca sei direito o que dizer nessas horas. Meus pêsames pela sua avó, espero que não esteja sendo tão doído e com certeza estará acompanhando vocês e o Tito, aonde estiver.

Forza e coraggio!

Beeijos.
Laís