quinta-feira, 27 de maio de 2010


Tipo, uns dias antes do nascimento prematuro do meu filho, encontrei um amigo da UnB que não via a anos. Disse a ele que seria pai dali a algum tempo. Este amigo, antropólogo, disse – com aquela perspectiva que só os antropólogos tem – que a paternidade é bem diferente da maternidade pelo fato que ela vem de repente, quando a criança sai da barriga da mãe e cai no seu colo 9 meses de paternidade!
Bem... nosso processo foi complicado e único; aliás acredito que todos os processos de nascimento são complicados e únicos. Mas hoje lembrei de alguns detalhes de um ano atrás. Como, por exemplo, estávamos tão cansados, sem dormir, que mal lembramos do hospital na véspera do nascimento do Tito; por que motivo estava preocupado em tentar gerenciar a minha vida profissional ante a iminência do nascimento do herdeiro; e que ele ia nascer no dia 28 mas, por misteriosos motivos, nossa ginecologista resolveu fazer o parto antes, pegando todo mundo de calças curtas.
No momento do nascimento do nosso garoto, eu estava tão na correria, que pouco me emocionei; não dobraram os sinos, a Dani não chorou. Sai correndo atrás da equipe médica – tipo uns três ou quatro enfermeiros, um médico, e um cilindro de oxigênio enorme – tentando tirar fotos e evitar que meu filho fosse seqüestrado ou trocado por outro. E nos dias que viriam, andei como um zumbi resolvendo pepinos.
Caras, nem tive tempo de me emocionar. Digo, então: a paternidade é rápida, instantânea.
Talvez por isto, talvez por estar me sentindo imensamente sozinho e cheio de responsabilidades de homens adultos, pela total impossibilidade de parar para pensar em algo, nos riscos e pela impossibilidade de falhar com minha esposa e meu filho, não tive tempo de sentir nada. E nem pensar.
Este tempo só tive, um ano depois. E hoje finalmente, pude chorar em paz.

4 comentários:

Gi disse...

parabéns para vocês! para o tito! viva!!! viva!!! viva!!!

LuluK disse...

E viva o Titão, muito tudo para esse menino lindo! Bjocas,Luk

Fernanda disse...

Registrando os parabéns no blog!! Já mandei um ontem e amanhã vou dar um aperto pessoalmente! Ou vários, se a concorrência deixar... hehehe. Parabéns pro fofinho! :-*

Laís disse...

Um ano! Parabéns, Tito! Demora, mas passa rápido...
bjs!